Notícia

Skip Navigation LinksHome > Simpro > Notícia

ANS: Planos de saúde ainda precisam melhorar
05/09/2006

- É um resultado que mostra ao setor de saúde suplementar no Brasil que ele ainda precisa aprimorar muito seus mecanismos de qualificação, para que possa oferecer melhor assistência à saúde dos beneficiários dos planos - disse Santos.

A nota da avaliação é obtida analisando-se o desempenho das operadoras nas áreas de atenção à saúde, de estrutura e operação, econômico-financeira e de satisfação do beneficiário. A pior nota ficou com a parte de atenção à saúde (0,434), justamente aquela que leva em consideração indicadores como a taxa de internações.

- Na verdade, as empresas controlam o número de procedimentos executados e não têm uma lógica de acompanhamento de qual foi o resultado para o cliente. Por exemplo, você acompanha o número de pré-natais e de ultrassons que foram feitos, mas não acompanha se o bebê nasceu bem, se ele foi encaminhado para um CTI ou até se houve uma natimortalidade - disse.

As 183 operadoras de planos odontológicos conseguiram desempenho ainda inferior: 0,506. Na área de atenção à saúde, a nota foi de apenas 0,342, na escala de zero a um. Outras 1.108 operadoras de planos de saúde não foram avaliadas pela ANS porque enviaram informações com erros à pesquisa ou simplesmente porque não mandaram os dados para a agência. Segundo a ANS, há 42 milhões de usuários de planos de saúde no Brasil.

Fonte: