Editorial da Revista Simpro Hospitalar

Edição nº 135

Passado mais de um ano de pandemia, ainda sentimos os reflexos dessa contaminação global. Empresas tentando se manter ativas, economia destroçada, famílias sofrendo com falta de emprego, todos tentando de alguma forma continuar sua caminhada em busca tempos melhores.

Hoje vemos a escalada da vacinação a passos curtos, uma pequena parcela da população brasileira já vacinada com duas doses ou dose única e muita dificuldade de acesso a esses concorridos imunizantes. E como se não bastasse, mesmo com este cenário caótico no qual estamos vivemos, podemos acompanhar a apuração de fatos com corrupção, pedidos de propina, tentativas de compras superfaturadas e comprometimento de receita, entre tantos outros fatos obscuros. Ou seja, o mundo enfrentando uma carnificina desenfreada, contando diariamente o número de óbitos, enquanto o Brasil (que já ultrapassou a marca de 500 mil), assume de forma escancarada a falta de senso humanitário e empatia quanto a dor e necessidades da população.

Vemos uma política totalmente desencontrada entre partidos que não falam entre si com objetivo comum, quando na realidade este seria um momento de união e engajamento mútuo em busca de soluções para que possamos rapidamente retomar nossas vidas e, quem sabe, colocar o país nos eixos. Porém, a cada atualização do noticiário este momento parece que se distancia cada vez mais...

Fica a expectativa para que possamos superar esse momento difícil, que tenhamos vacina para todos e que tudo volte ao normal o mais breve.

Cuidem-se!